Vitamina E: um poderoso ativo antioxidante, anti-inflamatório e rejuvenescedor

Vitamina E: um poderoso ativo antioxidante, anti-inflamatório e rejuvenescedor

Também conhecida como tocoferol, a vitamina E é um dos principais nutrientes do organismo humano.

 

A vitamina E pode ser absorvida através da ingestão de alimentos como peixes, verduras, ovos e sementes, por exemplo, ou por meio do uso tópico de dermocosméticos.

 

Aliás, o ativo é um dos queridinhos dos adeptos da skincare, uma vez que une uma série de benefícios.

 

 

Descoberta da vitamina E

A vitamina E foi descoberta em 1922, por Evans e Bishop, após um estudo sobre infertilidade em ratas.

 

O problema desses animais parecia ter relação com a alimentação, que se baseava apenas no consumo de gordura suína.

 

Essa dieta causava um problema chamado de reabsorção fetal, o qual era resolvido com a introdução de gérmen de trigo na alimentação.

 

Os pesquisadores concluíram que a reabsorção ocorre como consequência da falta de um componente ativo, que denominaram de vitamina E.

 

 

Funções da vitamina E

A vitamina E tem como função principal e mais conhecida a ação antioxidante, sendo o α-tocoferol o mais potente nesse quesito.

 

Ela é importante no retardo do envelhecimento e até mesmo na prevenção de doenças sérias, como câncer, problemas cardiovasculares, diabetes, catarata e Parkinson.

 

Também está relacionada com a diminuição de adesão plaquetária, proteção das hemácias contra a hemólise (destruição dessas células) e síntese de prostaglandinas.

 

 

Deficiência de vitamina E

A falta de vitamina E não ocorre com muita frequência. Quando acontece, ela atinge principalmente pessoas que apresentam problemas de absorção e doenças como a fibrose cística.

 

A deficiência dessa vitamina parece estar relacionada com problemas neurológicos, imunológicos e cardiovasculares.

 

Como exemplos dos principais problemas observados, podemos citar a anemia hemolítica, reticulocitose e a neuropatia periférica.

 

Apesar das evidências em outros animais, não existe uma relação concreta de que a falta dessa vitamina pode causar danos na fertilidade do homem.

 

 

Fontes de vitamina E

A vitamina E é encontrada naturalmente nos alimentos de origem vegetal e animal.

 

Origem vegetal:

  • Vegetais folhosos verde-escuros;
  • Óleos vegetais;
  • Sementes oleaginosas;
  • Gérmen de trigo.

 

Origem animal:

  • Gema de ovo;
  • Fígado.

 

 

Os principais benefícios da Vitamina E para pele

A vitamina E é um poderoso antioxidante, portanto, contribui para o combate à formação de radicais livres, que são as moléculas responsáveis pelo envelhecimento precoce da pele.

 

Além disso, as propriedades hidratantes do ativo auxiliam no fortalecimento da barreira de proteção da pele.

 

E por possuir propriedades anti-inflamatórias, a Vitamina E também pode ser utilizada para acalmar peles irritadas e vermelhas, assim como auxiliar no tratamento de cicatrizes e queimaduras.

 

 

O uso da Vitamina E auxilia a redução de rugas

O uso da Vitamina E para pele a longo prazo auxilia na prevenção e redução das rugas e linhas de expressão.

 

Em razão disso, o ativo é muito interessante principalmente para pessoas a partir dos 30 anos, idade no qual a pele começa a apresentar sinais de envelhecimento.

 

Os resultados da aplicação da Vitamina E na pele já começam a surgir logo nos primeiros dias de uso, pois o ingrediente vai fortalecer a hidratação cutânea, deixando o rosto mais macio e regenerado.

 

Porém, é muito importante que haja uma frequência na utilização do nutriente na rotina de cuidados com a pele, para que os resultados sejam ainda mais satisfatórios.

 

 

Vitamina E e o fortalecimento da barreira de proteção ao sol

Considerável parte dos radicais livres são absorvidos por nosso organismo através dos raios solares. São esses os radicais responsáveis pelo surgimento de rugas e manchas na pele.

 

Assim sendo, as propriedades hidratantes da Vitamina E auxiliam no fortalecimento da barreira de proteção da pele.

 

Portanto, o indicado é fazer uso do ingrediente em conjunto com o protetor solar para potencializar a proteção contra os raios UVs.

 

 

A Vitamina E pode ser aplicada em qualquer tipo de pele

Até o momento, não há nenhum tipo de contraindicação quanto ao uso da Vitamina E na pele do rosto.

 

Isso significa que até mesmo pessoas com peles mista e oleosas podem aplicar produtos com esse ingrediente no rosto sem receio algum.

 

Contudo, é indicado buscar fórmulas que se adequem a cada tipo de pele. Por exemplo, pessoas com pele seca devem dar preferência para cremes mais potentes, com maior hidratação e que também possuem Vitamina E na fórmula, como o Hidratante Matificante Diurno AH.

 

No entanto, as pessoas com peles mista e oleosas devem buscar produtos com fórmulas mais suaves e com o toque mais seco, como o Hidratante Rejuvenescedor Noturno AH.

 

 

Vitamina E melhora a textura da pele a curto e a longo prazo

A vitamina E pode ser usada em qualquer idade, mas os cremes que contêm o componente como agente principal são mais indicados para mulheres a partir dos 30 anos, que de modo geral, é quando as defesas começam a decair.

 

A longo prazo, a vitamina E é capaz de corrigir linhas finas de expressão, reenergizar a pele e reduzir imperfeições, e a curto prazo o componente também é ultra vantajoso, já que devolve a maciez e o bom aspecto da pele.

 

 

E aí, você tinha conhecimento sobre a ação efetiva da Vitamina E na pele?

 

Gostou do post? Agora, é só seguir as orientações acima e ter uma pele saudável e hidratada.

 

Aqui na Ana Hickmann Skincare temos os melhores produtos para a hidratação completa, dia e noite.

 

Leia também sobre Olheiras depois dos 40 anos: o que fazer?