Saiba o que fazer diante o ressecamento excessivo da pele

Saiba o que fazer diante o ressecamento excessivo da pele

A pele seca nem sempre é um sinal de que ela está doente. Pode ser que ela precise de hidratação e cuidados adicionais. No entanto, se houver o ressecamento excessivo é sinal de que existe algum problema por trás.

 

Apesar de ser algo muito comum, ainda existem vários tipos de dúvidas sobre esse tipo de pele. As principais são: O que causa a pele seca? O que fazer diante do ressecamento excessivo?

 

Continue lendo e tire suas dúvidas sobre o assunto.

 

O que causa o ressecamento excessivo da pele?

 

  • Radiação ultravioleta;
  • Condições climáticas;
  • Poluição;
  • Medicamentos;
  • Sabonetes e/ou outros produtos químicos;
  • Rotina de cuidados inapropriada.

 

Além dos fatores acima, as temperaturas mais baixas também contribuem com o ressecamento da pele, uma vez que o frio leva a diminuição da transpiração corporal.

 

Quando o clima, além de frio, está seco, com baixa umidade do ar, ocorre o ressecamento excessivo da pele, o aumento da sensibilidade e a demora na capacidade de regeneração e efetividade da proteção. Com isso, a pele fica mais vulnerável aos poluentes, por exemplo.

 

Ainda sobre a relação entre o clima frio e seco e os fatores externos de ressecamento, existe também o fato de que os banhos nessa época costumam ser mais quentes e demorados, ação negativa para o ressecamento excessivo da pele.

 

Há também fatores internos, como psoríase e dermatite, que são doenças de pele, envelhecimento, influências hormonais e genéticas, tabagismo e alimentação inadequada.

 

Os impactos de algumas doenças na pele

 

Algumas doenças de pele relacionadas à pele seca desenvolvem sintomas como a vermelhidão, descamação e coceira. São elas:

 

  • Xerose - é o nome dado para a pele seca, que inclui o ressecamento, seja por fator interno ou externo;
  • Psoríase - quando o próprio sistema de defesa do corpo começa a atacar as células dermatológicas por algum motivo, causando lesões. A pele acometida por psoríase geralmente apresenta placas de pele seca, duras e com coceira, que podem surgir em qualquer parte do corpo;
  • Diabetes - independente do tipo, também podem provocar ressecamento da pele, deixá-la áspera e com incidência de coceira.

 

Quais são os sintomas?

 

Qualquer parte do corpo pode sofrer com o ressecamento excessivo Contudo, algumas áreas são mais propensas a isso.

 

A pele apresenta uma sensação de estiramento, com um pouco de aspereza. No início, os primeiros sinais de ressecamento da pele podem não incomodar tanto. Mas, se for ignorado, o quadro pode se agravar.

 

Quando a pele está muito tensionada, áspera, com rachaduras e apresenta coceira, significa que o ressecamento está excessivo.

 

A pele vai se encolher e ficar mais frágil, levando à rachaduras, principalmente em áreas que precisam ser flexionadas, como os pés.

 

As áreas do corpo mais afetadas pelo ressecamento excessivo são:

 

  • A pele dos pés, principalmente na região do calcanhar;
  • A pele das mãos, devido a lavagens frequentes;
  • Os lábios;
  • A pele do rosto.

 

Ressecamento excessivo da pele do rosto

 

Os tipos de pele facial são: normal, oleosa, seca e mista.

m

A pele normal é aquela que não está propensa à oleosidade e nem ao ressecamento. A pele oleosa provavelmente não vai ficar seca, a não ser que o rosto seja lavado de maneira inadequada frequentemente.

 

A pele seca é rígida em algumas áreas e tende a apresentar os sintomas do ressecamento citados acima. Por fim, a pele mista é que vai ressecar em algumas partes do rosto, mas em outras ela vai ficar oleosa, como a zona T (área que compreende testa, nariz e queixo).

 

Quando a pele do rosto resseca, ela fica sensível e avermelhada com muita facilidade

 

Diferença entre pele seca e pele ressecada

 

A pele seca é diferente da pele ressecada. Enquanto a pele seca é um tipo de pele, a ressecada é apenas uma condição momentânea.

 

Os sintomas são semelhantes, mas não é tão simples distinguir se é o próprio tipo da pele ou apenas uma condição.

 

Isso significa que a pele ressecada pode ser uma consequência para pessoas que têm o tipo de pele seca, mas acontece também em pessoas que têm o tipo de pele oleosa ou normal.

 

O que fazer para evitar o ressecamento excessivo da pele?

 

Evitar o ressecamento excessivo da pele do rosto requer hábitos bem simples. O primeiro passo é evitar banhos quentes demais e demorados.

 

A água quente retira a barreira protetora da pele, causando ressecamento. Usar um sabonete hidratante também é fundamental para uma pele saudável.

 

Além disso, é importante ficar atento à alimentação e ao consumo diário de água, de no mínimo dois litros, fundamental para uma cútis bem hidratada.

 

Agora, uma solução extremamente eficaz para a pele ressecada é o uso de dermocosméticos, que não contenham álcool em sua composição. Uma dica: hidratar a pele logo após sair do banho é uma excelente forma de tratamento.

 

Um desses produtos é o Primer Pearl Glow, que hidrata e melhora o aspecto do rosto.

 

Ele possui ácido hialurônico, que retém água e contribui para a melhor hidratação da pele, extrato de orquídea, que protege áreas frágeis e delicadas contra agressões externas, ressecamento excessivo e envelhecimento precoce da pele e esqualeno, que acelera a renovação celular e auxilia na reparação da barreira cutânea.

 

Gostou do post? Agora, é só seguir as orientações acima e ter uma pele saudável e hidratada.

 

Aqui na Ana Hickmann Skincare temos os melhores produtos para a hidratação completa, dia e noite.

 

Palavras-chave: ressecamento, hidratação, pele, pele ressecada, Primer Peral Glow AH.