Como cuidar da pele no inverno em 3 passos

Quando a temperatura cai, é comum que aconteçam algumas mudanças nos nossos hábitos, como beber menos água e optar por banhos mais quentes (e mais longos), não é mesmo?

 

Tudo isso afeta a derme, que já tende a ficar mais ressecada em dias mais frios. Para te ajudar a evitar este problema, reunimos aqui os principais cuidados com a pele no inverno que todos devemos adotar!

 

O que o frio causa na pele?

As mudanças da pele no inverno são bastante perceptíveis.

 

O rosto, por exemplo, fica mais seco e isso pode causar sintomas desagradáveis, como um aspecto esbranquiçado, coceira, descamação e até o surgimento de fissuras e machucados.

 

Com as baixas temperaturas a pele tende a ficar ressecada porque o nosso comportamento também muda e o tempo mais gelado e seco faz com que a pele se desidrate mais facilmente.

 

O rosto, por ficar mais exposto e ter a pele mais sensível que em outras regiões do corpo, tende a apresentar estes sinais de forma mais intensa, principalmente na área dos olhos e dos lábios.

 

Crie — e mantenha! — uma rotina de skincare

No inverno, você consegue aliviar os sintomas e ajudar a combater os problemas relacionados ao ressecamento da pele. Confira os 3 passos para alcançar os resultados desejados!

 

1 Evite banhos quentes e longos

Os banhos quentes se tornam mais comuns nas épocas mais frias, o que é compreensível. Todavia, uma das recomendações de como cuidar da pele do rosto no inverno é evitar temperaturas muito altas e banhos quentes muito longos.

 

Isto porque a água quente remove uma proteção natural da pele e isso causa a tão conhecida pele seca no inverno. Portanto, atenção extra na hora do banho!

 

2 Cuidado com os produtos usados na pele

Opte por produtos de limpeza mais brandos e evite tônicos com álcool e esfoliações. Isso servirá para prevenir tanto a pele ressecada no inverno quanto aquela sensação de pele repuxada.

 

Além disso, um dos cuidados com a pele no inverno é também evitar tratamentos com ácido, peelings, tratamentos a laser e afins.

 

Apesar de acabarmos nos expondo menos ao sol nessa época, o que a tornaria ideal para esses tratamentos, eles podem deixar a pele mais ressecada e sensível, por isso também é extremamente importante conversar com um dermatologista para saber como agir.

 

3 Saiba o que fazer para hidratar a pele no inverno

Como dito anteriormente, o rosto é uma das áreas mais expostas à ação do ambiente e, consequente, é uma das que mais sofre com as mudanças de temperatura. As células perdem mais moléculas de água e sentimos o desconforto logo nos primeiros dias.

 

E, se você fica se perguntando o que fazer para hidratar a pele no inverno, nós temos algumas boas dicas:

 

Primeiramente, intensifique a hidratação. O que recomendamos é fazer isso pelo menos duas vezes por dia, independentemente do seu tipo de pele.

 

Essa intensificação pode ser feita também com produtos de texturas diferentes. Se você já usa hidratantes faciais em gel, que são mais leves, pode apostar em um sérum. Se já está acostumada com séruns, pode fazer um “upgrade” para os cremosos, por exemplo.

 

Ah, e se você tem pele oleosa ou acneica, saiba que a hidratação é uma forma de cuidar da pele no inverno válida também para você! Porém, no seu caso o indicado é usar produtos oil free.

 

Gostou das dicas? Está pronta para manter sua pele bonita e saudável também no inverno?

Aproveite para compartilhar esse conteúdo com uma amiga e para que ela se cuide também!

Leia também sobre Entenda como a pele se comporta no inverno